Museu de Arte Popular da Paraíba


Sobre

O Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP), também conhecido como Museu dos Três Pandeiros, está localizado às margens do Açude Velho na cidade brasileira de Campina Grande, estado da Paraíba. Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, sendo sua última obra, o museu faz parte da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).[1] Foi inaugurado no dia 13 de dezembro de 2012.[2] Aberto ao público desde o dia 10 de junho de 2014, o museu acolhe trabalhos dos mais talentosos artistas paraibanos, como Sivuca, Jackson do Pandeiro, Marinês, Elba Ramalho, entre outros. Cada uma das três estruturas circulares remete a um determinado gênero de arte.[3] MAPP é um complexo de exposição e de captação de acervo documental da música, do artesanato, da cantoria, da literatura de cordel, e da xilogravura, em Campina Grande. Dispondo como premissas criar, valorizar e salvaguardar a cultura popular da Paraíba, o Museu teve suas obras concluídas em dezembro de 2012, por meio de sua gestora, a UEPB. Mais que espaço contemplativo, ancorado às margens do Açude Velho, também é chamado pela população de "Museu dos Três Pandeiros", por conta da sua forma, configura-se como um centro de estudos e documentação da cultura nordestina, especialmente a paraibana. Assim, a Universidade, que possui como meta o ensino, a pesquisa e a extensão, tem no Museu a convergência desses valores, através do envolvimento de professores, estudantes e da comunidade, com programas que atendem estudos relacionados às várias faces da cultura popular, daí a decisão em estender as ações além das artes manuais, incorporando à sua atividade a música e a literatura, nos diferentes aspectos da sua economia material e imaterial, apresentadas em exposições, publicações, cursos e encontros, práticas e experiências, num espaço de bela e instigante arquitetura, que emociona e presenteia o olhar de quem o frequenta. Localizado sobre uma praça, o Museu enfeita uma borda do Açude, e teve sua arquitetura pensada de modo a não prejudicar a visão do espelho d'água. Composto por três edificações suspensas, a leveza do conjunto destaca sua plasticidade e funciona como uma escultura que pode ser contemplada de todo o perímetro do Açude. Os blocos cilíndricos envidraçados são ligados por uma plataforma e das diversas partes da edificação podem ser admirados tanto o maior cartão postal da cidade quanto seu entorno, o que compõe uma atração a mais para o visitante. Fonte: Wikipidia

Contato

R. Dr. Severino Cruz
Centro, Campina Grande - PB 58400-258

Traçar rota

Horas

Segunda-Feira: Fechado Terça à Sexta: 9:00 às 19:00hrs Sábado e Domingo: 14:00hrs às 18:00hrs

Seja o primeiro a avaliar!


Contato

(83) 3310-9738


Siga & Favorite

Adicionar aos favoritos
Anuncie