Padre envolvido em escândalo de pedofilia na Arquidiocese é exonerado de secretaria no Conde/PB

Adicionar aos favoritos
23 janeiro, 2019 Por Redação

Após a divulgação da decisão da Justiça do Trabalho no Fantástico, da Rede Globo no último domingo (20) dando conta da condenação inédita onde a Arquidiocese da Paraíba deverá pagar uma indenização milionária em virtude de casos de pedofilia envolvendo sacerdotes, um dos padres envolvidos que ocupava o cargo de Secretário Chefe de Gabinete da Prefeitura de Conde, no Litoral Sul do Estado, será exonerado da pasta.

De acordo com o Secretário de Comunicação do município, Walter Galvão, o padre Severino Melo que se encontra de licença, em viagem, deverá enviar um documento solicitando sua exoneração. “Estamos aguardando o documento para que seja oficializada seu desligamento do governo”, disse.

O padre Severino Melo faz parte da equipe de gestão municipal de Conde desde 2017, quando o Ministério Público estadual arquivou o processo contra o religioso.

Padre Severino Melo

Atuou em várias paróquias na Arquidiocese da Paraíba, no Conde e em Mamanguape. Foi candidato a prefeito do Conde, em 2012. Durante a gestão do ex-governador Ricardo Coutinho ocupou a assessoria do gabinete do Governo e atualmente ocupava a Chefia de gabinete da Prefeitura do Conde desde 2017.

 

Redação

Escrito por

Redação